Arquivo | Junho, 2010

Interferência

30 Jun

Você tem um pecado? Eu tenho uma porção deles.
Talvez por isso temos buscado mais a fundo, temos flexionado mais os joelhos frouxos no chão. Em reverência, em espera, em devoção, em obediência, em medo, em decisão. Talvez por isso o mesmo refrão que antes era batido, tem caído carinhosamente dentro dos nossos espíritos como consolo e esconderijo, e isso tudo de repente esteja fazendo todo sentido.

O pecado nos separa de Deus. Não foi o papa quem me contou. Não foi a minha mãe, não foi a religião, muito menos a igreja. O pecado me separa de Deus e quem me contou não foi a minha noção de bem ou mal, não foi minha consciência pesada, não foi minha moral melecada de iniquidades. O pecado me separa de Deus e ninguém precisou me falar. A prova da separação aconteceu quando eu simplesmente parei de ouvir. Parei de ouvir Deus.

Mas se o pecado me separa de Deus, como é que de repente ele tem feito eu pensar tanto na minha vida espiritual? Como o pecado consegue fazer isso em nossos corações? Ligar o alarme interno que diz “olha, você não está bem, não está dando certo e você não percebeu?” e agir dentro de mim quase como um termômetro? Como o pecado, que veio pra me roubar, consegue me conscientizar de que eu estou sendo assaltado agora mesmo? O pecado explica? O pecado avisa? Não e não!

E aí vai:

Ladrões não avisam que vão roubar, assassinos não tentam deixar pistas e os seus inimigos não se importam com a sua condição. É por isso que a sua leve consciência de que alguma coisa anda muito errada, é o próprio escape batendo na porta, educadamente, diferente do ladrão! É por isso que aquele “oh sh*t” que rola quando você se olha no espelho é um post-it de que você tem uma alma, ela precisa de redenção, você tem um espírito, ele precisa de vida, você tem um corpo, ele precisa de uma experiência nova.

Deus não acusa, não expõe. Deus avisa. Deus não joga na sua cara, ele só não te faz de trouxa. Pode parecer um joguinho difícil entre consciência e entrega, mas quando você entende que essa sensação pode se transformar em salvação e não em acusação, você finalmente experimenta o perdão.

O perdão de Deus é como aquela música que você sabia de cor, mas depois de um tempo esqueceu. É bom reencontrá-la no rádio, é realizador ver que você ainda sabe a letra, é ainda mais incrível quando, ao ouví-la mais uma vez, tudo parece perfeitamente lindo. Cada arranjo, cada frase, cada variação de tom. Que bom que essa música ainda existe, que bom que você se lembrou. Que bom que vez ou outra ela fica na sua cabeça e faz com que você não ouça tantas besteiras e outras mentiras que gritam na sua orelha, na tentativa de calar a sua voz.

Não tenha medo de desafinar. Tenha medo de não querer cantar.
Os dias são curtos demais para músicas ruins.

Fonte: umpontoum

Anúncios

A tentação… e o marshmallow.

21 Jun

Feliz é o homem que suporta a provação com perseverança, porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida que o Senhor prometeu aos que o amam. Quando tentado, ninguém deve dizer: sou tentado por Deus pois Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado quando atraído e seduzido por seu próprio desejo. Então o desejo, tendo concebido, dá luz ao pecado; e o pecado, após se consumar, gera a morte” (Tiago 1:12-15)

Constantemente somos tentados, mas Deus nos capacitou para sermos vitoriosos, porque maior é o Espírito que está em nós, do que o espírito que está no mundo.

12 Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.
13 Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

Cristo é a garantia de que não seremos tentados além dos nossos limites e Ele sabe bem quais são.

1. Fuja de toda a aparência do mal!

2. Evite olhar para o marshmallow quando você está faminto. Você conhece suas fraquezas. Não vá pela onda dos outros, preocupe-se com SUA vida com Deus, pois cada um prestará conta de si mesmo.

Você que está em pé cuide para que não caia – nunca se ache forte o bastante ao ponto de “rir na cara do perigo” . Paulo disse sabiamente:  “Porquequando sou fraco, então, é que sou forte” (II CO 12:10).

Somos constantemente tentados e diante disso temos duas escolhas: vencer ou perder.  Você pode ser como a menininha ruiva e fingir que não está ouvindo Deus, pode lutar por um tempo e depois desistir, ou pode ser um dos poucos que resistem ás tentações pois sabe que vale a pena esperar pela recompensa que Deus tem para você. Talvez  hoje abrir mão de alguns desejos pareça um sacrifício muito grande, mas pode crer que a recompensa será maior ainda. Esse teste ilustra bem aquilo que Cristo fez por nós, ele nos deixou numa sala (o mundo), onde seremos tentados naquilo que mais nos atrai (o mashmallow).

Se você ouvir atentamente às instruções que Deus está te dando e fizer tudo conforme Ele te disse, esperar será mais fácil do que parece, dizer não será a coisa mais simples do mundo, mas para isso você precisa viver confiando que o que Deus prometeu ele vai cumprir.

Deus conhece suas fraquezas, infelizmente, satanás também, e ele está doidinho para te se lambuzar com o “delicioso” mashmallow que está diante de você, é ele quem está te dizendo “uma mordida só não vai fazer mal” – com certeza você não vai parar na primeira mordida, então não teste a si  mesmo- , “morda, Ele nem está vendo, ninguém vai ficar sabendo”, “não seja bobo, por que esperar tanto se você pode comer agora?”, “esse marshmallow parece tão apetitoso”. Ignore as outras vozes, atente pra aquilo que Deus está te dizendo.  Cristo prometeu voltar e nos dar uma recompensa que vale bem mais que um mashmallow! Resista à tentação e usufrua da doce recompensa de Deus!

“Como pode o jovem ter uma vida limpa e pura? Vigiando os seus passos conforme a tua palavra” (Salmo 119:9)

Deus abençoe!

Prii.

Qual é o seu temperamento?

8 Jun

O que é temperamento?

É a combinação de características que herdamos de nossos pais. São os estados de humor e as reações de uma pessoa, ou seja, é o modo de ser.

Como definimos os temperamentos?

Há 2.500 anos, Hipócrates (considerado pai da medicina), classificou o temperamento da espécie humana em quatro tipos básicos: sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático.

O grau de temperamento é variável de pessoa para pessoa. Alguém pode ser 40% sanguíneo e 60% melancólico. Ou alguém pode ser 40% sanguíneo, 20% colérico, 25% melancólico e 15% fleumático. Faça o teste dos temperamentos clicando AQUI .

Vamos a eles:

SANGUÍNEO – O popular

Extrovertido – sabe se divertir, contagia os outros com seu espírito alegre e divertido. Fascina quando narra histórias. Espontâneo, ingênuo e cordial. Com frequência fala sem pensar. É sincero. Gosta de estar com as pessoas, detesta a solidão. É barulhento, afável e precipitado. Parece mais seguro do que ele mesmo se sente. No geral é bom vendedor, ator, anfitrião, orador, locutor, animador e político. Irreflexivo, pouco tenaz e persistente. Indisciplinado e sem força de vontade. Emocionalmente é instável, podendo chorar por qualquer pretexto; é irritado também, impulsivo, mas não guarda rancor, porque expressa sua fúria. Gosta de ser o centro das atenções. Veste-se bem, mas seu quarto é uma bagunça. Ou seja, mantém as aparências. É inseguro e tem a tendência a distorcer a verdade ou exagerar.

Na Bíblia: Apóstolo Pedro. Um sangüíneo bem disciplinado torna-se um bom e valioso crente.

Sugestões para ajudar o sanguíneo:

As falhas do sangüíneo são abertas para todos fora dele. Nele falta firmeza espiritual, domínio próprio, é facilmente intoxicado por todas as experiências e perde a firmeza e estabilidade, coerência e a continuidade na sua vida. Logo, orar por ele é crucial para que o Espírito Santo desça sobre ele e lhe dê domínio próprio, firmeza espiritual e todos os outros dons que o Espírito quiser lhe dar.

COLÉRICO – O mandão

Gosta de atividade. Estimula os meios com ideias, planos, metas e ambições intermináveis. Mentalidade prática e aguda. Só dedica a atividades com objetivos claros e concretos. Capacidade de tomar decisões ou de planificar atividades úteis de forma instantânea e acertada. Não vacila diante da pressão da opinião alheia e adota posições definidas frente às questões. É estimulado pelas adversidades. Excelente determinação, nunca recua. Líder nato. Suas emoções são pouco desenvolvidas. Não sente compaixão facilmente e não demonstra nem expressa seus sentimentos. É insensível às necessidades emocionais dos demais. Pouco apreço pela música e pela arte. Busca os valores utilitários e produtivos da vida. Oportunista. Reconhece rapidamente as oportunidades. Tende a ser dominante e autoritário e usa as pessoas sem vacilar. Toda profissão que requer liderança, motivação e produtividade é adequada para o colérico, sempre que não exija demasiada atenção em questões de detalhes e planificação analítica. É muito otimista, raramente fracassa, exceto em sua própria casa.

Na Bíblia: Apóstolo Paulo. Se você é colérico use toda sua audácia, coragem e eficiência, como Paulo, para falar em qualquer tempo e em qualquer lugar, sobre Jesus.

Sugestões para ajudar o colérico:

•          Ajude-o a executar suas tarefas da maneira certa e sem esquecer dos outros. O colérico tende a primeiro executar para depois pensar como fazê-lo. Para tarefas rápidas que necessitem de iniciativa e determinação o colérico é a pessoa perfeita . Desde que ninguém se coloque a sua frente pois este certamente será atropelado pelo colérico.

•          Incentive-o em novos desafios que vão beneficiar o Reino.

•         Em uma discussão, tente controlar o tom de voz. Gritar com um colérico normalmente não é eficaz pois a disputa verbal o estimula. Já a reação passiva o irrita profundamente.

•         Seja duro e firme com ele quando ele vacilar. Porque ele é um tipo duro, sua disciplina tem que ser forte e dura para vencer. Para pedir perdão é uma humilhação bem grande. Mas se ele se esforçar cada vez para pedir perdão, logo, vencerá facilmente e mais cedo.

MELANCÓLICO – O perfeccionista

Analítico, talentoso, perfeccionista, abnegado e com uma natureza emocional muito sensível. Desfruta muito da arte. Tende a ser introvertido. Quando está em êxtase atua de forma extrovertida. Em alguns momentos fica triste e deprimido, torna-se escorregadio e, inclusive, antagônico. Amigo fiel, mas não faz amizade com facilidade. Grande capacidade analítica. Descobre rapidamente os obstáculos e os perigos de qualquer projeto que participa. É um pessimista nato: como vê os obstáculos, fica detido. Escolhe profissões que exigem muito sacrifício pessoal. É metódico e persistente, com isso quase sempre consegue realizar grandes coisas. Às vezes sua tendência natural de se queixar do sacrifício o leva a abandonar as empreitadas no meio do caminho. Negativo, pessimista e crítico. É o mais egocêntrico e susceptível dos temperamentos. É vingativo e propenso a se sentir perseguido. Temperamental, depressivo e anti-social. Costumam ser grandes escritores, artistas, cientistas, estrategistas, professores, filósofos.

Na Bíblia: Moisés. Tal melancólico disciplinado e corrigido torna-se um membro valoroso da igreja

Disciplina própria para o melancólico:

Introspecção é o ponto fraco do melancólico. Nisso é que tem de pelejar. Quando chegar ao ponto de olhar por dentro e achar que é além de sua capacidade, então se prostre aos pés de Jesus e isto é a sua salvação (Fp 4:7). A única maneira que nossos corações podem ser guardados de olhar para dentro é olhar para Cristo. Ele precisa se entregar sacrificar-se, trabalhar por outros, acreditar que isto ajuda muito a dirigir os seus pensamentos. Quanto mais se ocupar com outros, mais fácil esquecerá a si mesmo.

  • Deve lutar contra pensamentos infrutíferos; tem que aceitar a realidade e aprender a viver no presente.
  • Deve lutar contra o seu censo crítico e orgulho; primeiramente deve ver seus erros em vez dos erros dos outros. Ele é completo, profundo e cheio. Em conversa nunca será o sangüíneo. Ele é de poucas palavras. Quando diz uma coisa é bem pensada, considerada, organizada, mas também tem certos pensamentos independentes e profundos que nos dão assuntos para pensar depois.

Sugestões para ajudar o melancólico:

O melancólico pode ser facilmente impressionado. As impressões deixam uma marca na sua mente profunda. As impressões que ele recebe de Deus não o permitem receber paz e gozo no mundo. Às vezes é impedido de tomar uma decisão por causa da sua maneira de procurar sondar e considerar todos os pontos

  • Ajude-o a ver o lado bom das coisas. Como crente ele sempre vê primeiro as coisas tristes e escuras. É difícil para ele ver a direção brilhante e graciosa de Deus. Facilmente começa a murmurar, reclamar, esquecer as misericórdias de Deus.
  • Incentive-o a tomar a iniciativa. Como crente não representa atividade, iniciativa.

Não há temperamento melhor e pior, cada um tem seus pontos fortes e seus pontos fracos.

“Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim”. (Romanos 7:18-20)

Per Amore…

3 Jun

Na véspera do Dia dos Namorados, preparamos um encontro especial para você e seu amor! Não fique de fora!

Traje: Social

ATENÇÃO: Casais, venham preparados para fazerem uma surpresa um para o outro!!! Usem a criatividade!

CRISTÃOS perseguidos, e se fosse você?

1 Jun

Domingo tivemos a oportunidade de conhecer um pouco da história de alguns cristãos perseguidos. Você pode pensar, mas o que isso tem a ver comigo?  (Tg 5:16) Se considerarmos o fato de que somos um corpo, então é fácil compreender a conexão que existe entre todos os cristãos ao redor do mundo. Infelizmente, não damos o devido valor à oração, mas quanto mais oramos mais poderosa ela se torna!

Como posso ajudar?

Podemos ajudar os cristãos perseguidos orando por eles, escrevendo cartas de encorajamento e também cooperando com recursos financeiros. Abaixo, o nome de alguns dos cristãos perseguidos interpretados pelos nossos jovens no domingo, escreva sua carta com letra legível, não se preocupe com o idioma, pois todas serão traduzidas para os respectivos idiomas.

Vaisha (Bia) – India

Maria (Gisele) – Uzbequistão

Azitha (Tauane) – Irã

Oremos por eles, a Bíblia diz que a oração do justo pode muito nos seus efeitos, vamos nos dispor a ser incomodados pelo Espírito para levarmos amor até eles através das nossas orações!